I WORKSHOP DE PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA DO MARANHÃO
24, 25 E 26 DE ABRIL
LOCAL DO EVENTO
AUDITÓRIO DA PÓS GRADUAÇAO DO CCET | UFMA

WPEF do Maranhão na Rádio Cidade Universitária

Palestras, minicursos, apresentação de pôsteres  e divulgação científica pelo laboratório ilha da ciência que visam contribuir para a melhoria do ensino de Física no Maranhão.

Transmissão ao vivo

Programação:
  • Minicurso II: Laboratório de Físcia no celular (Dr. Daniel Girardi)
  • Redação de escrita científica (Dr. Hênio Henrique Aragão Rêgo)
  • Encerramento

INSCRIÇÕES

  1. AJAX WELLINGTON PARENTE ROSAS
  2. ALDO ALBERTO C MARQUES
  3. ALINE CRISTINE GOMES DA SILVEIRA
  4. ALLAN JORGE BATISTA FERREIRA
  5. AMANDA ALVES LOPES
  6. ANA CAROLINE NASCIMENTO DA SILVA
  7. ANA CÉLIA SANTOS MOREIRA
  8. ANA PAULA SILVA PINHEIRO
  9. ANA PAULA SILVA PINHEIRO
  10. ANDRELIZA CRISTINA DO NASCIMENTO FRANCISCO
  11. Andreliza cristina do Nascimento Francisco
  12. ANNATANAEL SILVA PAIVA
  13. ANTONIO CARLOS SILVA CRUZ
  14. ANTONIO CARLOS VIEIRA
  15. ANTÔNIO JOSÉ S OLIVEIRA
  16. ANTONIO MARCOS A SILVA
  17. ANTONIO MESQUITA ABREU
  18. ANTONIO PINTO VELOSO
  19. ARANAI RABELO DA COSTA
  20. AUREA GABRIELE DA SILVA TEIXEIRA
  21. CAMILO LELLIS SARAIVA SILVA
  22. CARLOS ADRIANO DA C. CARDOSO
  23. CARLOS AUGUSTO FONSECA DIAS
  24. CARLOS GABRIEL FERREIRA
  25. CARLOS SANDRO OLIVEIRA PEREIRA
  26. CAROL MARQUES
  27. CAROLINA PEREIRA ARANHA
  28. CATHARINA RACHEL
  29. CLAY WOODSON ROCHA BRAGA
  30. DADSON LUIS FERREIRA LEITE
  31. DAVI MARTINS CUTRIM
  32. DEIVISSON ALVES DE LIMA
  33. DIÊGO MARQUES AGUIAR
  34. DINNALARA DA COSTA SERPA
  35. DJAMILTON FOICINHA CAMPELO
  36. EDUARDO MORAES DINIZ
  37. ELIAN VITOR
  38. ELIELKER LIMA ALVES
  39. ELLEN ALVES FONSECA
  40. ELSOM JOSE GOMES SANTOS
  41. EMANUELLE MIRASOL
  42. EMMYLE EMANUELLE SANTOS CARNEIRO
  43. ERIKA SANTOS DA COSTA
  44. ERIVALDO AROUCHE LIMA
  45. ESTÉFANNY KAÚRY DURANS PINHEIRO
  46. ESTÉFANNY KAÚRY DURANS PINHEIRO
  47. EVALDO GILBERTO MOREIRA
  48. EZEQUIAS LOPES MACHADO
  49. FRANCISCO LEONARDO LOPES DA SILVA
  50. FRANK HERIK VALENTE SILVA
  51. GABRIEL FELIPE FURTADO FERREIRA
  52. GABRIEL V CAMARA COELHO
  53. GELITON ROBERTO CALDAS SILVA
  54. GEORGE ALEXANDER CANTANHEDE PINHO
  55. GILBERTO GRACINDO DE SOUZA 
  56. GILBERTO M PEREIRA JR
  57. GILBERTO MARTINS PEREIRA JUNIOR
  58. Giordano Bruno Neves Gonçalves
  59. GIOVANNI RODRIGUES ARAUJO
  60. GIULENE SÁ SILVA
  61. GLADISTON XAVIER DINIZ SILVA
  62. GUSTAVO PIORSKY AMORIM
  63. GYULIANNA PINHEIRO RIBEIRO
  64. HARRYSON GUILHERME MORAES ANDRADE
  65. HEBERVAL MOREIRA NUNES
  66. HELTON OLIVEIRA DA SILVA
  67. HIGOR PEREIRA COSTA
  68. IASMIM KELEN SILVA SÁ
  69. ISABEL M SOUZA FERREIRA
  70. IZABEL GOMES
  71. JARLENE NINA BESERRA DA SILVA
  72. JERIAS ALVES BATISTA
  73. JÉSSICA DE SOUSA SOUZA
  74. JOÃO PEDRO FONSECA GOMES
  75. JOERBED DOS SANTOS GONÇALVES
  76. JOESMAR CAMPELO CRUZ
  77. JÔNATAS PEREIRA DOS SANTOS
  78. JORGE EMANUEL DE OLIVEIRA IRINEU
  79. JORGE SILVA DE SOUSA.
  80. JOSE ALVINO FERREIRA
  81. JOSE ANTONOIO MARTINS SERRAO
  82. JOSE FELIPE DE SOUZA LIMA
  83. JOSÉ HUMBERTO SEIXAS
  84. JOSE RAIMUNDO COSTA DA LUZ
  85. JOSÉ RIBAMAR DE SOUSA
  86. KARL MARX SILVA GARCEZ
  87. KELLY DOS SANTOS DA CONCEIÇÃO
  88. KLEYTON ARAUJO DA SILVA
  89. KLYCIA SILVA DE SOUSSA
  90. LAYANE DO NASCIMENTO LIMA
  91. LAYANE FONSECA DOS SANTOS
  92. LEUDENILSON MELO SODRÉ
  93. LUCAS
  94. LUIS FERNANDO LOPES SILVA
  95. MAGNO EVANGELISTA TEIXEIRA
  96. MARIA AGUIDA BORGES MELO
  97. MARIA DO SOCORRO NASCIMENTO AMORIM
  98. MARIA WELLYDA AGUIAR CARVALHO
  99. MATEUS E LOBATO GOMES
  100. MATEUS VERAS PEREIRA
  101. MATHEUS RIBEIRO DUARTE
  102. MICHAEL JORGE BERREDO
  103. MILTON ALMEIDA COSTA
  104. MOISEIS SILVA MOTA
  105. MOIZÉS COUTINHO BASTOS FILHO
  106. NAFTALE DE SOUSA BORGES
  107. NATHALIA VICTORIA CASTRO PINHEIRO
  108. NEYLOR JOSÉ SILVA E SILVA
  109. NIELMA KIESLLA SANTOS SILVA
  110. OSWALDO PINHEIRO RAMOS NETO
  111. PATRICIA DO NASCIMENTO PEREIRA
  112. PAULA ROBERTA COUTINHO RODRIGUES
  113. PAULO VICTOR PEREIRA DE SOUZA
  114. PAULO VITOR TORRES BARROSO
  115. PEDRO ALVES FONTES NETO
  116. RAFAEL PEREIRA RODRIGUES
  117. RAIANE FERRERIA CRUZ MENDES
  118. RAQUEL DOS SANTOS SILVA CHAGAS 
  119. RAQUEL DOS SANTOS SOARES
  120. RAQUEL SOUZA
  121. RAYSSA ARAUJO PEREIRA
  122. REGINA CÉLIA DE SOUSA
  123. RONIVALDO CASTRO PACHECO
  124. ROSEMARY NOGUEIRA LEAO
  125. UANSER MENDONÇA EMMA EZEANOWAI
  126. VALDECIR TELES DA SILVA
  127. VALDEMIR CRUZ BEZERRA FILHO
  128. VICTOR LUCAS LINDOSO SILVA PORTO
  129. WELISON LEANDRO MENDES BATALHA
  130. WELLINGTON MATOS
  131. WELLINGTON RODRIGUES MACHADO
  132. WELLINGTON SANTOS ARAÚJO
  133. WILLIAM DANILO DA SILVA
  134. WILLINILSON WILD SANTOS LAGO

TRABALHOS APROVADOS

  1. Antonio Carlos Vieira Ribeiro
  2. Arthur Vinicius da Luz Silva
  3. Carlos Adriano da C. Cardoso
  4. Dadson luis ferreira leite
  5. DIEGO MARQUES AGUIAR
  6. djamilton foicinha campelo
  7. Elian Vitor de Oliveira Castro 
  8. Emanuelly mirasol santos gomes
  9. Gladiston Xavier Diniz Silva
  10. Gyulianna Pinheiro Ribeiro
  11. heberval moreira nunes
  12. higor pereira costa
  13. joerbed dos santos gonçalves
  14. Jonatas Pereira dos Santos
  15. Jose raimundo costa da luz
  16. Klycia Silva de Sousa 
  17. maria wellyda aguiar carvalho
  18. Michael Jorge Oliveira Berrêdo
  19. MOISES SILVA MOTA
  20. Neylor José Silva e Silva
  21. patrícia do nascimento pereira
  22. paulo victor pereira de souza
  23. pedro alves fontes neto
  24. Rayssa Araújo Pereira
  25. reegina celia de sousa – iasmin kelen silva sá – paulo vitor torres barroso
  26. Ronivaldo Castro Pacheco
  27. Uanser Mendonça Emma Ezeanowai
  28. victor lucas lindoso silva porto

I Workshop de Pesquisa em Ensino de Física do Maranhão

Esse evento visa  promover e divulgar temas relevantes e modernos em Ensino de Física junto ao público acadêmico e não acadêmico (discentes e docentes do ensino médio), atrair professores do Ensino Médio além de consolidar as atividades de pós-graduação na área.

CONTAGEM REGRESSIVA

OBJETIVOS

Divulgar temas relevantes em Ensino de Física;

Consolidar ações do programa Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física no Estado do Maranhão;

Promover a aprendizagem ativa centrada no aluno e baseada em atividades colaborativas, na diversidade de estratégias de ensino e de recursos instrucionais.

22 de março a 22 de abril/19

Início das inscrições

As inscrições se iniciaram no dia 22/03 e irão até o dia 22/04 de 2019

22 de março a 22 de abril/19
22 de março a 19 de abril/19

Submissão de Trabalhos

Período para submissão de trabalhos. 

22 de março a 19 de abril/19
Até 20 de abril/19

Divulgação dos trabalhos

Divulgação dos trabalhos aprovados até  20 de abril,  através deste site.

Até 20 de abril/19
24 de abril/19

Quarta-feira

Primeiro dia do evento – Início  às 14h do dia dia 24/04:

  • Credenciamento
  • Abertura
  • Palestra I: 
24 de abril/19
25 de abril/19

Quinta-feira

Segundo dia do evento:

  • Palestra II
  • Palestra III
  • Palestra IV
  • Minicurso I
  • Minicurso II
  • Seção de Pôsteres
25 de abril/19
26 de abril/19

Sexta-feira

Ultimo dia do evento:

  • Palestra V
  • Palestra VI
  • Palestra VII
  • Minicurso I
  • MInicurso II
  • Encerramento
26 de abril/19

PROGRAMAÇÃO

24 de abril

Quarta-feira

Palestrante: Dr. Jerias A. Batista

Resumo: Física é a ciência mais fundamental de todas as ciências. Seu propósito é o estudo dos fenômenos naturais, especialmente os que estão relacionados às propriedades e interações da matéria e da energia. Ela lida com os constituintes fundamentais do universo, com as forças que eles exercem entre si e com as consequências das ações destas forças. A Física é tanto significante quanto influente, não apenas porque os avanços na sua compreensão são traduzidos em novas tecnologias, mas também porque as novas ideias geradas por suas teorias repercutem fortemente nas outras ciências. Ela é largamente aplicada em áreas de conhecimentos tão distintos como em Agronomia, Astronomia, Biologia, Computação, Economia, Farmacologia, Geologia, Medicina, Química, etc, além de exercer uma profunda influência na Matemática. Nesta palestra de divulgação científica vamos mostrar resumidamente o que é Física, bem como apresentar um panorama sobre a sua influência no desenvolvimento da humanidade e no ordenamento de novos paradigmas comportamentais para as sociedades globais.

25 de abril

Quinta-feira

Palestrante: Dr.ª Eliane A. Veit

Resumo: Tecnologias de Informação e Comunicação impregnam a sociedade contemporânea, possibilitando novas formas de armazenamento, disponibilização e acesso à informação, viabilizando e condicionando formas de pensar e de se comunicar. Entretanto, seus impactos na sala aula são ainda muito tímidos. Comunidades virtuais, redes sociais, tecnologia móvel, impressoras 3D e sensores para aquisição automática de dados são alguns dos recursos digitais já disponíveis, com potencial para provocar significativas mudanças na aprendizagem de Ciências. Pretende-se, a partir de uma visão panorâmica, refletir sobre possibilidades, condições e restrições associadas ao uso de Tecnologias de Informação e Comunicação no ensino de Ciências.

Palestrante: Dr. Rodolfo Langhi

Resumo: Uma breve explanação sobre o trabalho de astrônomos amadores e profissionais a favor da Educação em Astronomia, trazendo uma problemática importante para o nosso país, a saber, a escassez de ações de divulgação e ensino desta atraente e motivadora ciência.

Palestrante: Dr.ª Eliane A. Veit

Resumo: Muito tem se combatido o ensino tradicional, em que o professor é o centro das atenções e as interações entre os alunos não são bem-vindas.  Uma das alternativas bem sucedidas para evitar esse quadro é emprego da chamada Sala de Aula Invertida, em que o primeiro contato do aluno com o conteúdo se dá fora da sala de aula; dentro da aula se privilegia a interação entre os alunos. Nesta palestra enfocaremos alguns dos métodos de ensino que permitem a inversão da sala de aula, como o Ensino sob medida (Just-in-Time Teaching), Instrução pelos colegas (Peer-Instruction), Predizer, Observar e Explicar (P. O. E.).

Palestrante: Dr. Daniel Girardi

Resumo: É muito comum ouvirmos falar da evolução dos computadores e suas implicações para o ensino. As propostas para o uso de computadores no ensino de física mais difundidas são as simulações computacionais, os hipertextos com animações e a utilização das placas de áudio para análise de experimentos. Apesar de estarem na maioria das residências, o computador ainda é pouco presente nas salas de aula. São grandes, pesados e caros demais para cada aluno carregar o seu. Contudo, com o advento dos celulares, principalmente dos “smartphones”, os computadores têm se tornado cada vez mais obsoletos. A ponto de que hoje, no Brasil, o número de residências com smartphones é maior que o número de residências com computadores. A difusão dos celulares é tão grande, que muitos veem, erroneamente, como um inimigo da aprendizagem. Os celulares de hoje podem substituir o computador em TODAS as estratégias educacionais que já foram propostas e, graças aos sensores, podem fazer muito mais. O que vou mostrar nesse curso, são ferramentas que transformam o celular num poderoso equipamento de coleta de dados e experimentação para o ensino de física. Vamos começar pela utilização da câmera do celular como instrumento de medição e análise cinemática. A seguir, vou mostrar como facilmente podemos obter dados dos sensores que estão presentes no celular e utilizações em experimentos de mecânica, termodinâmica, ondulatória, óptica e até mesmo de eletricidade e magnetismo. Por fim, vou mostrar como é simples e prático você criar seu próprio programa de celular. É tão simples, que pode ser delegado aos alunos a construção dos seus próprios programas. Isso fará toda a diferença na motivação e engajamento dos estudantes.

Palestrante: Dr. Daniel Girardi

Resumo: É muito comum ouvirmos falar da evolução dos computadores e suas implicações para o ensino. As propostas para o uso de computadores no ensino de física mais difundidas são as simulações computacionais, os hipertextos com animações e a utilização das placas de áudio para análise de experimentos. Apesar de estarem na maioria das residências, o computador ainda é pouco presente nas salas de aula. São grandes, pesados e caros demais para cada aluno carregar o seu. Contudo, com o advento dos celulares, principalmente dos “smartphones”, os computadores têm se tornado cada vez mais obsoletos. A ponto de que hoje, no Brasil, o número de residências com smartphones é maior que o número de residências com computadores. A difusão dos celulares é tão grande, que muitos veem, erroneamente, como um inimigo da aprendizagem. Os celulares de hoje podem substituir o computador em TODAS as estratégias educacionais que já foram propostas e, graças aos sensores, podem fazer muito mais. O que vou mostrar nesse curso, são ferramentas que transformam o celular num poderoso equipamento de coleta de dados e experimentação para o ensino de física. Vamos começar pela utilização da câmera do celular como instrumento de medição e análise cinemática. A seguir, vou mostrar como facilmente podemos obter dados dos sensores que estão presentes no celular e utilizações em experimentos de mecânica, termodinâmica, ondulatória, óptica e até mesmo de eletricidade e magnetismo. Por fim, vou mostrar como é simples e prático você criar seu próprio programa de celular. É tão simples, que pode ser delegado aos alunos a construção dos seus próprios programas. Isso fará toda a diferença na motivação e engajamento dos estudantes.

Palestrante: Dr. Hênio Henrique Aragão Rêgo

Resumo: O Mini-curso de Redação de Escrita Científica, é voltado à estudantes e profissionais do meio acadêmico, com o objetivo de promover uma iniciação à escrita de artigos e textos  científicos, expondo de formas simples conceitos básicos, tais como: veículos de publicação nacionais e internacionais, sistemas de classificação de periódicos, tipos de publicação científica, público alvo, formatação, redação, estilos, linguagem científica, submissão de artigos, bem como outros tópicos. 

26 de abril

Sexta-feira

Palestrante: Dr. Antônio  José Silva Oliveira

Resumo: O Laboratório de Divulgação Científica Ilha da Ciência (LDC Ilha da Ciência) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) é um laboratório interativo de ciência e tecnologia permanente para formação e informação científica, através de maneiras diferenciadas, lúdicas e ativas de aprendizagem, nas quais são integrados o discurso acadêmico e a linguagem coloquial, o ensino formal e o informal, se convertendo em um espaço de aprendizagem permanente do grande público – adulto e crianças (em idade escolar ou não) -, bem como capacitar professores, treinar técnicos e monitores para novos centros de ciências e culturais, desenvolver materiais instrucionais e equipamentos de ensino de ciência e da divulgação científica, formando estudantes de ensino médio, graduação e pós-graduação lato e stricto sensu. Vinculada ao Departamento de Física da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), nasceu de uma iniciativa em âmbito nacional de divulgação da ciência. Teve como primeira atividade, em 1992, com um Curso Mirim de Física, com o objetivo de difundir o conhecimento científico na comunidade local, popularizando e desmistificando a ciência e a tecnologia. O Ilha da Ciência vem contribuindo fortemente para a educação científica no Nordeste Brasileiro, em especial no estado do Maranhão, com atuação no ensino de graduação, na pós-graduação e no ensino médio, com foco na extensão universitária e em aplicações tecnológicas, em especial na área das ciências básicas para a difusão do conhecimento, para que em um futuro próximo esses venham a contribuir na consolidação desta área no País. O Laboratório produz experimentos científicos desenvolvidos e construídos para a divulgação e popularização da Ciência bem como são realizadas esta divulgação por meio de exposição fixa e itinerante. Visando promover uma maior interação entre a Universidade e a Sociedade; ampliar e qualificar o debate sobre a importância de Ciência, Cultura, Tecnologia e Inovação (CT&I) no mundo contemporâneo; ampliar o conhecimento social em ciência para o publico em geral, melhorar as condições de compreensão dos conteúdos científicos e tecnológicos por parte de coletividades locais, de professores, de jovens e estudantes o Laboratório adquiriu recentemente um veiculo (Van) para levar a “Ciência onde o Povo está” como uma extensão inovadora por meio de uma Ciência Móvel. Apresentaremos na Conferencia as principais ações do Ilha da Ciência para a popularização da ciência em nosso Estado.

Palestrante: Dr. Rodolfo Langhi

Resumo: Apresenta a importância da Astronomia e do Ensino da Astronomia para a humanidade

Palestrante: Drª Karla Cristina Silva Sousa

Resumo: Falar de pesquisa acadêmica é algo complexo dado à imensidão de possibilidades de pesquisas e produção do conhecimento. Porém, reconhecemos que nos campos de produção simbólica existe uma hierarquia social dos objetos científicos. Como se na pesquisa houvesse objetos legítimos que se contrapõem aos indignos, denotando a censura que determinado campo de conhecimento coloca a algumas questões de cunho acadêmico. A pesquisa acadêmica traz aspectos do imperialismo cultural que possui o poder de universalizar as particularidades, tornando-as irreconhecíveis. Em pesquisa acadêmica o pesquisador não pode ignorar as situações reais da atividade científica, justamente porque só é possível construir problemáticas ou novas teorias quando abandonamos a ambição profética de “dizer tudo sobre tudo e de forma ordenada” (BOURDIEU, 2007, p. 21). A partir desse aspecto, percebemos que a pesquisa não é notada como se deve: na totalidade. Discutimos então sobre os aspectos da pesquisa enquanto campo de domínio da razão imperialista que produz uma hierarquia social dos objetos, por meio das artimanhas da razão nos lugares comuns da pesquisa acadêmica. Se tomarmos a pesquisa como algo descontextualizado corremos o risco de proceder a uma neutralização do contexto histórico, o qual produz a circulação em nível internacional dos textos científicos que acabam por esquecer as condições históricas nas quais os mesmos são produzidos, causando dentro do meio científico aquilo que denominamos de universalização aparente que “duplica o trabalho de teorização” (BOURDIEU; WACQUANT, 2010). Assim, propomos o debate sobre os elementos essenciais de um projeto de pesquisa voltado para o ensino de Física a partir do refinamento do objeto de pesquisa. Torna-se pertinente, a nosso ver, discutirmos em um primeiro momento o que estamos entendendo e conceituando como pesquisa, e, posteriormente, analisarmos a relação pesquisador-objeto de pesquisa para a coleta de dados científicos no ensino de Física

Palestrante: Dr. Daniel Girardi

Resumo: É muito comum ouvirmos falar da evolução dos computadores e suas implicações para o ensino. As propostas para o uso de computadores no ensino de física mais difundidas são as simulações computacionais, os hipertextos com animações e a utilização das placas de áudio para análise de experimentos. Apesar de estarem na maioria das residências, o computador ainda é pouco presente nas salas de aula. São grandes, pesados e caros demais para cada aluno carregar o seu. Contudo, com o advento dos celulares, principalmente dos “smartphones”, os computadores têm se tornado cada vez mais obsoletos. A ponto de que hoje, no Brasil, o número de residências com smartphones é maior que o número de residências com computadores. A difusão dos celulares é tão grande, que muitos veem, erroneamente, como um inimigo da aprendizagem. Os celulares de hoje podem substituir o computador em TODAS as estratégias educacionais que já foram propostas e, graças aos sensores, podem fazer muito mais. O que vou mostrar nesse curso, são ferramentas que transformam o celular num poderoso equipamento de coleta de dados e experimentação para o ensino de física. Vamos começar pela utilização da câmera do celular como instrumento de medição e análise cinemática. A seguir, vou mostrar como facilmente podemos obter dados dos sensores que estão presentes no celular e utilizações em experimentos de mecânica, termodinâmica, ondulatória, óptica e até mesmo de eletricidade e magnetismo. Por fim, vou mostrar como é simples e prático você criar seu próprio programa de celular. É tão simples, que pode ser delegado aos alunos a construção dos seus próprios programas. Isso fará toda a diferença na motivação e engajamento dos estudantes.

Palestrante: Dr. Daniel Girardi

Resumo: É muito comum ouvirmos falar da evolução dos computadores e suas implicações para o ensino. As propostas para o uso de computadores no ensino de física mais difundidas são as simulações computacionais, os hipertextos com animações e a utilização das placas de áudio para análise de experimentos. Apesar de estarem na maioria das residências, o computador ainda é pouco presente nas salas de aula. São grandes, pesados e caros demais para cada aluno carregar o seu. Contudo, com o advento dos celulares, principalmente dos “smartphones”, os computadores têm se tornado cada vez mais obsoletos. A ponto de que hoje, no Brasil, o número de residências com smartphones é maior que o número de residências com computadores. A difusão dos celulares é tão grande, que muitos veem, erroneamente, como um inimigo da aprendizagem. Os celulares de hoje podem substituir o computador em TODAS as estratégias educacionais que já foram propostas e, graças aos sensores, podem fazer muito mais. O que vou mostrar nesse curso, são ferramentas que transformam o celular num poderoso equipamento de coleta de dados e experimentação para o ensino de física. Vamos começar pela utilização da câmera do celular como instrumento de medição e análise cinemática. A seguir, vou mostrar como facilmente podemos obter dados dos sensores que estão presentes no celular e utilizações em experimentos de mecânica, termodinâmica, ondulatória, óptica e até mesmo de eletricidade e magnetismo. Por fim, vou mostrar como é simples e prático você criar seu próprio programa de celular. É tão simples, que pode ser delegado aos alunos a construção dos seus próprios programas. Isso fará toda a diferença na motivação e engajamento dos estudantes.

Palestrante: Dr. Hênio Henrique Aragão Rêgo

Resumo: O Mini-curso de Redação de Escrita Científica, é voltado à estudantes e profissionais do meio acadêmico, com o objetivo de promover uma iniciação à escrita de artigos e textos  científicos, expondo de formas simples conceitos básicos, tais como: veículos de publicação nacionais e internacionais, sistemas de classificação de periódicos, tipos de publicação científica, público alvo, formatação, redação, estilos, linguagem científica, submissão de artigos, bem como outros tópicos. 

PALESTRANTES

Profª. Drª Karla Cristina Silva Sousa

Departamento de Educação II / UFMA e docente do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo 47/UFMA.

Prof. Dr Jerias Alves Batista

Professor Associado do Departamento de Física da UFMA e docente do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo 47/UFMA.

Prof. Dr. Antônio José Silva Oliveira

Professor Titular do Departamento de Física – UFMA; Coordenador do Projeto Ilha da Ciência e docente do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo 47/UFMA.

Prof. Dr. Daniel Girardi

Professor Adjunto da UFSC e Coordenador do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo UFSC – Blumenau

Profª. Drª. Eliane Angela Veit

Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Prof. Dr. Hênio Henrigue Aragão Rego

Professor associado do Instituto Federal do Maranhão e coordenador do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo 63/IFMA.

Prof.. Dr. Rodolfo Langhi

Professor do Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Bauru) e atua no Programa de Pós-Graduação em Educação Para a Ciência.

INCRIÇÕES E RESUMOS

22/03 a 22/04/2019

Não deixe para a última hora. Faça aqui sua inscrição!

Confira se o seu nome consta na relação de inscritos!

  1. AJAX WELLINGTON PARENTE ROSAS
  2. ALDO ALBERTO C MARQUES
  3. ALINE CRISTINE GOMES DA SILVEIRA
  4. ALLAN JORGE BATISTA FERREIRA
  5. AMANDA ALVES LOPES
  6. ANA CAROLINE NASCIMENTO DA SILVA
  7. ANA CÉLIA SANTOS MOREIRA
  8. ANA PAULA SILVA PINHEIRO
  9. ANA PAULA SILVA PINHEIRO
  10. ANDRELIZA CRISTINA DO NASCIMENTO FRANCISCO
  11. Andreliza cristina do Nascimento Francisco
  12. ANNATANAEL SILVA PAIVA
  13. ANTONIO CARLOS SILVA CRUZ
  14. ANTONIO CARLOS VIEIRA
  15. ANTÔNIO JOSÉ S OLIVEIRA
  16. ANTONIO MARCOS A SILVA
  17. ANTONIO MESQUITA ABREU
  18. ANTONIO PINTO VELOSO
  19. ARANAI RABELO DA COSTA
  20. AUREA GABRIELE DA SILVA TEIXEIRA
  21. CAMILO LELLIS SARAIVA SILVA
  22. CARLOS ADRIANO DA C. CARDOSO
  23. CARLOS AUGUSTO FONSECA DIAS
  24. CARLOS GABRIEL FERREIRA
  25. CARLOS SANDRO OLIVEIRA PEREIRA
  26. CAROL MARQUES
  27. CAROLINA PEREIRA ARANHA
  28. CATHARINA RACHEL
  29. CLAY WOODSON ROCHA BRAGA
  30. DADSON LUIS FERREIRA LEITE
  31. DAVI MARTINS CUTRIM
  32. DEIVISSON ALVES DE LIMA
  33. DIÊGO MARQUES AGUIAR
  34. DINNALARA DA COSTA SERPA
  35. DJAMILTON FOICINHA CAMPELO
  36. EDUARDO MORAES DINIZ
  37. ELIAN VITOR
  38. ELIELKER LIMA ALVES
  39. ELLEN ALVES FONSECA
  40. ELSOM JOSE GOMES SANTOS
  41. EMANUELLE MIRASOL
  42. EMMYLE EMANUELLE SANTOS CARNEIRO
  43. ERIKA SANTOS DA COSTA
  44. ERIVALDO AROUCHE LIMA
  45. ESTÉFANNY KAÚRY DURANS PINHEIRO
  46. ESTÉFANNY KAÚRY DURANS PINHEIRO
  47. EVALDO GILBERTO MOREIRA
  48. EZEQUIAS LOPES MACHADO
  49. FRANCISCO LEONARDO LOPES DA SILVA
  50. FRANK HERIK VALENTE SILVA
  51. GABRIEL FELIPE FURTADO FERREIRA
  52. GABRIEL V CAMARA COELHO
  53. GELITON ROBERTO CALDAS SILVA
  54. GEORGE ALEXANDER CANTANHEDE PINHO
  55. GILBERTO GRACINDO DE SOUZA 
  56. GILBERTO M PEREIRA JR
  57. GILBERTO MARTINS PEREIRA JUNIOR
  58. Giordano Bruno Neves Gonçalves
  59. GIOVANNI RODRIGUES ARAUJO
  60. GIULENE SÁ SILVA
  61. GLADISTON XAVIER DINIZ SILVA
  62. GUSTAVO PIORSKY AMORIM
  63. GYULIANNA PINHEIRO RIBEIRO
  64. HARRYSON GUILHERME MORAES ANDRADE
  65. HEBERVAL MOREIRA NUNES
  66. HELTON OLIVEIRA DA SILVA
  67. HIGOR PEREIRA COSTA
  68. IASMIM KELEN SILVA SÁ
  69. ISABEL M SOUZA FERREIRA
  70. IZABEL GOMES
  71. JARLENE NINA BESERRA DA SILVA
  72. JERIAS ALVES BATISTA
  73. JÉSSICA DE SOUSA SOUZA
  74. JOÃO PEDRO FONSECA GOMES
  75. JOERBED DOS SANTOS GONÇALVES
  76. JOESMAR CAMPELO CRUZ
  77. JÔNATAS PEREIRA DOS SANTOS
  78. JORGE EMANUEL DE OLIVEIRA IRINEU
  79. JORGE SILVA DE SOUSA.
  80. JOSE ALVINO FERREIRA
  81. JOSE ANTONOIO MARTINS SERRAO
  82. JOSE FELIPE DE SOUZA LIMA
  83. JOSÉ HUMBERTO SEIXAS
  84. JOSE RAIMUNDO COSTA DA LUZ
  85. JOSÉ RIBAMAR DE SOUSA
  86. KARL MARX SILVA GARCEZ
  87. KELLY DOS SANTOS DA CONCEIÇÃO
  88. KLEYTON ARAUJO DA SILVA
  89. KLYCIA SILVA DE SOUSSA
  90. LAYANE DO NASCIMENTO LIMA
  91. LAYANE FONSECA DOS SANTOS
  92. LEUDENILSON MELO SODRÉ
  93. LUCAS
  94. LUIS FERNANDO LOPES SILVA
  95. MAGNO EVANGELISTA TEIXEIRA
  96. MARIA AGUIDA BORGES MELO
  97. MARIA DO SOCORRO NASCIMENTO AMORIM
  98. MARIA WELLYDA AGUIAR CARVALHO
  99. MATEUS E LOBATO GOMES
  100. MATEUS VERAS PEREIRA
  101. MATHEUS RIBEIRO DUARTE
  102. MICHAEL JORGE BERREDO
  103. MILTON ALMEIDA COSTA
  104. MOISEIS SILVA MOTA
  105. MOIZÉS COUTINHO BASTOS FILHO
  106. NAFTALE DE SOUSA BORGES
  107. NATHALIA VICTORIA CASTRO PINHEIRO
  108. NEYLOR JOSÉ SILVA E SILVA
  109. NIELMA KIESLLA SANTOS SILVA
  110. OSWALDO PINHEIRO RAMOS NETO
  111. PATRICIA DO NASCIMENTO PEREIRA
  112. PAULA ROBERTA COUTINHO RODRIGUES
  113. PAULO VICTOR PEREIRA DE SOUZA
  114. PAULO VITOR TORRES BARROSO
  115. PEDRO ALVES FONTES NETO
  116. RAFAEL PEREIRA RODRIGUES
  117. RAIANE FERRERIA CRUZ MENDES
  118. RAQUEL DOS SANTOS SILVA CHAGAS 
  119. RAQUEL DOS SANTOS SOARES
  120. RAQUEL SOUZA
  121. RAYSSA ARAUJO PEREIRA
  122. REGINA CÉLIA DE SOUSA
  123. RONIVALDO CASTRO PACHECO
  124. ROSEMARY NOGUEIRA LEAO
  125. UANSER MENDONÇA EMMA EZEANOWAI
  126. VALDECIR TELES DA SILVA
  127. VALDEMIR CRUZ BEZERRA FILHO
  128. VICTOR LUCAS LINDOSO SILVA PORTO
  129. WELISON LEANDRO MENDES BATALHA
  130. WELLINGTON MATOS
  131. WELLINGTON RODRIGUES MACHADO
  132. WELLINGTON SANTOS ARAÚJO
  133. WILLIAM DANILO DA SILVA
  134. WILLINILSON WILD SANTOS LAGO

Os valores de inscrição são:

  • R$ 10,00 (Estudantes de Educação Básica e Graduação)

  • R$ 20,00 (Estudantes de Pós-Graduação)

  • R$ 30,00 (Professores de Educação Básica e Superior)

 

PRAZO DE PAGAMENTO

O PAGAMENTO DA INSCRIÇÃO DEVERÁ SER EFETUADO DENTRO DO PRAZO DE 24 HORAS APÓS A REALIZAÇÃO DA SUA INSCRIÇÃO.

NÃO DEIXE PARA A ÚLTIMA HORA!

Inscrição para submisão de trabalhos

  • Submissão de trabalhos: 22/03 a 19/04/2019

  • Divulgação dos trabalhos aprovados até 20/04

Os trabalhos submetidos ao I Workshop de Pesquisa em Ensino de Física do Maranhão deverão observar as normas específicas das diversas atividades científicas. 

Formato dos trabalhos:

Os resumos deverão ter o seguinte formato:

a) fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento normal entre os caracteres, justificado, margens superior e esquerda em 2,5 cm, e inferior e direita em 2,5 cm, espaço 1,5 entre as linhas do texto, com espaçamento antes e depois em 0 pt, e recuo do parágrafo em 1,5;

b) o título do trabalho deverá ser apresentado em caixa alta e negrito, de forma centralizada, subtítulo em negrito minúsculo;

c) terá, no máximo, 2.800 caracteres com espaço e deverão abranger o título e as referências. Deverá estar estruturado em um único parágrafo, sem recuo, onde deverá constar: o objeto de estudo, metodologia, resultados e referências.

Cada trabalho deverá ser enviado no formato .pdf.

O autor/a deverá chegar ao local com antecedência de 20 minutos do início da sessão para evitar transtornos/atrasos.

Os trabalhos a serem submetidos deverão ser encaminhados à coordenação do I Workshop de Pesquisa em Ensino de Física do Maranhão no período de 22 de março de 2019 a 19 de abril de 2019, por via on-line, no formulário específico disponibilizado na página do evento.

O pôster a ser apresentado deverá ter as seguintes dimensões: 1,20m (altura) e 0,90m (largura).

PALESTRANTES

Antonio José Silva Oliveira

Dr. Antonio José Silva Oliveira

Professor Titular do Departamento de Física - UFMA; Coordenador do Projeto Ilha da Ciência e docente do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo 47/UFMA.

Daniel Girardi

Dr.Daniel Girardi

Professor Adjunto da UFSC e Coordenador do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo UFSC - Blumenau

Drª. Eliane Angela Veit

Drª. Eliane Angela Veit

Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Dr Henio Henrique Aragao Rego

Dr. Hênio Henrigue Aragão Rego

Professor associado do Instituto Federal do Maranhão e coordenador do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo 63/IFMA.

jerias

Dr Jerias Alves Batista

Professor Associado do Departamento de Física da UFMA e docente do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo 47/UFMA.

karla

Drª Karla Cristina Silva Sousa

Professora Adjunta do Departamento de Educação II / UFMA e docente do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física polo 47/UFMA.

observatorio-entrevista-1

Dr. Rodolfo Langhi

Professor do Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Bauru) e atua no Programa de Pós-Graduação em Educação Para a Ciência.

ilha da ciência
ILHA DA CIÊNCIA

O laboratório de divulgação científica Ilha da Ciência estará aberto para visitação durante a programação do I WPEF

ORGANIZAÇÃO

Equipe Executora

Prof. Dr. Antonio José Silva Oliveira – UFMA

Prof. Dr. Antônio Pinto Neto – UFMA

Prof. Dr. Edson Firmino Viana de Carvalho (Coordenador do evento) – UFMA

Prof. Dr. Eduardo Moraes Diniz – UFMA

Prof. Dr. Fábio Henrigue Silva Sales – IFMA

Prof. Dr. Hênio Henrigue Aragão Rego – IFMA

Prof. Dr. Jerias Alves Batista

Frank Herik Valente Silva (mestrando)

José Raimundo Costa da Luz (Mestrando)

PET – Física

Realização:

Apoio:

CONTATO

Para maiores informações sobre o evento, fique à vontade para esclarecimento de quaisquer dúvidas por meio do email e telefone que se seguem:

phone-receiver2

TELEFONE

98 3272-8278

email

EMAIL

wpef.ma@gmail.com

Endereço: Avenida dos Portugueses, 1966 – Cidade Universitária Dom Delgado – CCET
CEP 65080-805 – São Luís – MA